Manhã Cintilante

Manhã cintilante

Manto de luz
Olhar infinto
A beleza que distingo
Irradia fé e melodia

Aquele momento em que te vi
Gostava de te sentir
De te fazer sorrir

Faltas me tu
Para sempre
Fica

Sinto o vazio da tua ausência
A tua presença em mim
O teu olhar

A tua pele brilha
O teu rosto inesquecível
A tua expressão forte

Quando sol raia
Quando a luz disperta
O tempo ensina

Aquele momento em que os teus olhos cruzam os meus
Tatua a minha pele

O sol aquece
A roupa leve
Sais para a praia
O mar no horizonte
O céu aproxima se
O som das ondas
A espuma da rebentação
Cores contrastantes
Vitalidade

Brilho incandescente
A essência
Onde o olhar fica
Onde se retém a imagem
Que se antevê com a imaginação

Essa exaltação
A vibração da terra
Cores quentes
Da natureza
O Som do vento

Do lugar
Onde encontra o todo
O tempo regressa
Define o espaço
Marca a cadência
A acção

Onde o silêncio não habita
Movimento do indivíduo
A saudade fere
A memória renasce
Envolve o a natureza
Onde o tempo acabou

Descobrir o horizonte
Alcaçar a beleza
Comover se
Profundo olhar

Desenho o teu rosto em pensamento
Um calor tropical
Longas chuvas
Espírito selvagem
A tua voz
Tom da minha respiração

Acordo cedo
Voo marcado
Neblina matinal
Luz que se revela
Luz que irradia
Ilumina o céu
Neblina que envolve
Inspira profundamente

Sai triunfante
Bem disposto
Sorriso nos lábios
Com esperança
Confiante

Nascer do sol
O teu olhar

Lisa Henriques

Advertisements

a, á, à, ou há?

Palavra do Dia

a á à há

a: é usado antes de substantivos (coisas, pessoas, lugares ou emoções) para definir algo.
Ex.: “A bicicleta é bonita.”; “A Catarina não foi simpática.”; “Eu vi a cobra.”

á: é usado para acentuar a sílaba tónica de uma palavra (nunca é usado isoladamente).
Ex.: água; árvore; mágica; vácuo; página.

à: implica uma direção, sentido ou ação (é sempre usado isoladamente exceto aquando da fusão com artigos ou pronomes como em: às, àquelas, àqueles).
Ex.: “A Maria foi à igreja.”; “Ele passou à sua porta.”; “Eu dei doces à minha mãe.”

: implica que existe ou que se tem algo.
Ex.: “ muito tempo que não via a Joana.” (“Tem muito tempo que não via a Joana.”); “ coisas que não se explicam.” (“Tem/existem coisas que não se explicam”). “O correio -de chegar em…

View original post 128 more words

Mudras: O Poder de Cura de Suas Mãos

A Luz é Invencível

post-04-25-2
Você sabia que suas mãos possuem um poder de cura inato que tem sido usado durante séculos ?

Mudras são as posições das mãos que influenciam a energia do seu corpo físico, emocional e espiritual.

Os Mudras têm sido utilizados no Oriente há milhares de anos e foram praticados por muitos líderes espirituais incluindo Buddha. Hoje, os Mudras ainda são usados em yoga e meditação.

Às vezes, podemos inconscientemente colocar nossas mãos em posições de mudra sem sabê-lo, outras vezes podemos usá-los para ajudar a canalizar e estimular a cicatrização.

Existem centenas de Mudras, mas aqui estão alguns dos mais comuns:

1.) Mudra Gyan (Mudra do Conhecimento):
post-04-25-3
A ponta do dedo indicador toca a ponta do polegar, enquanto os outros dedos permanecem retos.

Benefícios: Melhora o conhecimento, estimula a hipófise e glândulas endócrinas, aumenta a memória, ajuda na meditação, previne a insônia, ajuda a melhorar o humor e traz clareza…

View original post 709 more words